Tejucupapo

tejucupapo

Em fase de desenvolvimento

Em abril de 1646, Pernambuco era uma colônia holandesa. Depois de 16 anos de ocupação, os invasores estavam em situação de desvantagem, diante da resistência dos nativos. É nesse contexto histórico que uma tropa de 600 soldados flamengos e índios ataca um povoado litorâneo em uma circunstância peculiar: apenas mulheres, crianças e idosos estavam presentes na vila, pelo fato de os homens terem ido à feira vender produtos de suas pequenas lavouras.

Baseado em fatos reais, Tejucupapo conta a história de como quatro mulheres, liderados pela jovem indígena Uyara/Maria Camarão, sobrevivente de um massacre em sua aldeia natal 10 anos antes, rechaçam, com armas improvisadas – paus, pedras, utensílios domésticos, água fervente e pimenta – um iminente banho de sangue causado por um contingente mais numeroso, melhor armado e certo de seu sucesso.

Gênero: Ficção

Duração: Longa-metragem

Produção: Jaraguá Produções e Barbaros Produções 

Roteiristas: Tuca Siqueira e Wilfred Gadelha

equipe

_

Wilfred Gadelha

Roteirista

Jornalista, formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atuou como roteirista, pesquisador e entrevistador do documentário “Pesado - Que Som É Esse Que Vem de Pernambuco?” (2017). Colaborou no desenvolvimento dos projetos: “Transformações: a cena metal no Recife Pós-Mangue” e como pesquisador e editor de imagens em “Metal além da Capital: música pesada no interior de Pernambuco (2010-2012). Seu último trabalho foi como pesquisador, roteirista e diretor da série documentária “Nova Cuba” que se encontra em fase de produção.

Tuca Siqueira

Roteirista

Roteirista e diretora pernambucana. Em 15 anos de carreira, entre documentários e ficções, realizou três séries documentais, oito curtas e os longas "A Mesa Vermelha" Doc, 2013) e "Amores de Chumbo" (Ficcção, 2017). Tuca acumula formações, entre elas uma passagem pela EICTV/ Cuba, ministra oficinas e participou de diversas comissões de seleção e premiação de júri de festivais nacionais, mostras de cinema e editais como o Rumos Itau 2018.

© 2021 Jaraguá Produções

Recife/PE - Brasil

tejucupapo

Em fase de desenvolvimento

Em abril de 1646, Pernambuco era uma colônia holandesa. Depois de 16 anos de ocupação, os invasores estavam em situação de desvantagem, diante da resistência dos nativos. É nesse contexto histórico que uma tropa de 600 soldados flamengos e índios ataca um povoado litorâneo em uma circunstância peculiar: apenas mulheres, crianças e idosos estavam presentes na vila, pelo fato de os homens terem ido à feira vender produtos de suas pequenas lavouras.

Baseado em fatos reais, Tejucupapo conta a história de como quatro mulheres, liderados pela jovem indígena Uyara/Maria Camarão, sobrevivente de um massacre em sua aldeia natal 10 anos antes, rechaçam, com armas improvisadas – paus, pedras, utensílios domésticos, água fervente e pimenta – um iminente banho de sangue causado por um contingente mais numeroso, melhor armado e certo de seu sucesso.

Gênero: Ficção

Duração: Longa-metragem

Produção: Jaraguá Produções e Barbaros Produções 

Roteiristas: Tuca Siqueira e Wilfred Gadelha

equipe

_

Wilfred Gadelha

Roteirista

Jornalista, formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atuou como roteirista, pesquisador e entrevistador do documentário “Pesado - Que Som É Esse Que Vem de Pernambuco?” (2017). Colaborou no desenvolvimento dos projetos: “Transformações: a cena metal no Recife Pós-Mangue” e como pesquisador e editor de imagens em “Metal além da Capital: música pesada no interior de Pernambuco (2010-2012). Seu último trabalho foi como pesquisador, roteirista e diretor da série documentária “Nova Cuba” que se encontra em fase de produção.

Tuca Siqueira

Roteirista

Roteirista e diretora pernambucana. Em 15 anos de carreira, entre documentários e ficções, realizou três séries documentais, oito curtas e os longas "A Mesa Vermelha" Doc, 2013) e "Amores de Chumbo" (Ficcção, 2017). Tuca acumula formações, entre elas uma passagem pela EICTV/ Cuba, ministra oficinas e participou de diversas comissões de seleção e premiação de júri de festivais nacionais, mostras de cinema e editais como o Rumos Itau 2018.

© 2021 Jaraguá Produções

Recife/PE - Brasil

tejucupapo

Em fase de desenvolvimento

Em abril de 1646, Pernambuco era uma colônia holandesa. Depois de 16 anos de ocupação, os invasores estavam em situação de desvantagem, diante da resistência dos nativos. É nesse contexto histórico que uma tropa de 600 soldados flamengos e índios ataca um povoado litorâneo em uma circunstância peculiar: apenas mulheres, crianças e idosos estavam presentes na vila, pelo fato de os homens terem ido à feira vender produtos de suas pequenas lavouras.

Baseado em fatos reais, Tejucupapo conta a história de como quatro mulheres, liderados pela jovem indígena Uyara/Maria Camarão, sobrevivente de um massacre em sua aldeia natal 10 anos antes, rechaçam, com armas improvisadas – paus, pedras, utensílios domésticos, água fervente e pimenta – um iminente banho de sangue causado por um contingente mais numeroso, melhor armado e certo de seu sucesso.

Gênero: Ficção

Duração: Longa-metragem

Produção: Jaraguá Produções e Barbaros Produções 

Roteiristas: Tuca Siqueira e Wilfred Gadelha

equipe

_

Wilfred Gadelha

Roteirista

Jornalista, formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atuou como roteirista, pesquisador e entrevistador do documentário “Pesado - Que Som É Esse Que Vem de Pernambuco?” (2017). Colaborou no desenvolvimento dos projetos: “Transformações: a cena metal no Recife Pós-Mangue” e como pesquisador e editor de imagens em “Metal além da Capital: música pesada no interior de Pernambuco (2010-2012). Seu último trabalho foi como pesquisador, roteirista e diretor da série documentária “Nova Cuba” que se encontra em fase de produção.

Tuca Siqueira

Roteirista

Roteirista e diretora pernambucana. Em 15 anos de carreira, entre documentários e ficções, realizou três séries documentais, oito curtas e os longas "A Mesa Vermelha" Doc, 2013) e "Amores de Chumbo" (Ficcção, 2017). Tuca acumula formações, entre elas uma passagem pela EICTV/ Cuba, ministra oficinas e participou de diversas comissões de seleção e premiação de júri de festivais nacionais, mostras de cinema e editais como o Rumos Itau 2018.

© 2021 Jaraguá Produções

Recife/PE - Brasil